Gregori Warchavchik, arquiteto responsável por vários projetos importantes no Brasil, nasceu em Odessa, Ucrânia, em 1896. São dele os projetos da Sede do Clube Paulistano, em São Paulo; da Sede do Iate Clube de Santos; da Sede do Clube Pinheiros, em São Paulo; da Sede do Clube Hebraica; da Sede do Clube Tietê; Edifício Tejereba, em Guarujá; Lojas Mappin, em São Paulo; Automóvel Clube de São Paulo, entre muitos outros.
No Guarujá, projetou e construiu para seu uso uma residência na praia da Enseada que chamava a atenção por sua simplicidade, beleza e praticidade. Os armários tinham “araras” móveis que permitiam colocar as roupas para tomar sol no pátio em frente ao mar. Havia uma ampla sala com lareira, com pé direito alto e grandes portas de correr com vista para a praia.
Depois da morte do arquiteto, sua filha, Ana Maria Rotemberg, fez uma reforma na casa construindo um segundo andar. Anos depois a casa foi alugada para uma lanchonete e pouco restou do projeto original.
Respeitado por arquitetos de renome tais como Le Corbusier e Frank Lloyd Wright, Gregori Warchavchik deixou uma importante obra no Brasil, país que escolheu para morar em 1923 e onde faleceu, em 1971.

Seu escritório de arquitetura e construção abrigou muitos jovens arquitetos de talento como Vilanova Artigas, Oscar Niemeyer, Charles Bosworth e Henrique Cristofani, o “Verona”, autor do notável projeto da casa das pedras, ao lado do Edifício Sobre as Ondas, no Guarujá.